Duelo de Malbec Francês-Argentino, Fuller’s Vintage Ale e Receita de Hambúrguer Artesanal

 “O vinho torna tudo possível.” George R. R. Martin

IMG_20171222_210234337.jpg

Introdução

Amigos, hoje o tema do nosso blog será hambúrguer artesanal. Já tivemos anteriormente um post exclusivo sobre hambúrguer onde contamos a história desse prato tão famoso mas hoje o objetivo será ensinar como é fácil preparar esse prato na sua residência que fica tão bom ou melhor do que qualquer boa hamburgueria. Teremos também o aguardado duelo entre dois vinhos malbec: um argentino e um francês.

Cervejas

A primeira cerveja que eu falarei hoje é simplesmente uma das melhores que eu já tive a oportunidade de comentar aqui no blog: Fuller’s Vintage Ale 2015. Nós sabemos sem qualquer sombra de dúvida que é praticamente impossível tecer uma lista das melhores cervejarias do mundo sem incluir nela a Fuller’s e hoje vamos ter a oportunidade de degustar a linha premium dela de maltes safrados. Ou seja, essa é o Dom Perignon das cervejas!

IMG_20180110_144912884.jpg

A caixa em si já é um produto agradável aos olhos!

IMG_20180110_144916538.jpg

IMG_20180110_144928702.jpg

IMG_20180110_144935637.jpg

Essa cerveja é do estilo Old Ale (maltes envelhecidos) e possui um leve informativo de todas as versões produzidas até o presente ano com explicações das diferenças entre elas!

IMG_20180110_145312083.jpg

IMG_20180110_145322240.jpg

IMG_20180110_145048380.jpg

IMG_20180110_145101146.jpg

Outro ponto interessante é que ela não possui 600ml como é costume nas garrafas de cervejas, mas sim 500ml.

IMG_20180110_145129111.jpg

IMG_20180110_145133334.jpg

IMG_20180110_145147787.jpg

IMG_20180110_145152495.jpg

IMG_20180110_161834314.jpg

IMG_20180110_162134952.jpg

O meu review para essa cerveja é o seguinte: enquanto a Duchesse de Bourgogne é uma cerveja com sabor de vinho, a Fuller’s Vintage Ale é uma cerveja com sabor de Cognac. Possui aquele sabor de caramelo muito agradável com aquele corpo característico. No retrogosto temos aquele sabor cremoso de baunilha e no nariz perceberemos frutas vermelhas e cítricas junto com o caramelo. Nota 10!

IMG_20171231_154243954.jpg

IMG_20171231_154305958.jpg

Apesar de já termos falado várias vezes aqui no blog sobre a Schornstein, essa é a primeira vez que falaremos sobre a versão Pilsen dela.

IMG_20171231_155851009.jpg

De um modo geral ela é mal avaliada nos fóruns de cervejas pela internet mas acredito que seja pelo fato de possuir pouco lúpulo e aromas florais. Quem é muito fã de cervejas com alto nível de amargor como as IPAs vai ficar decepcionado com ela. Porém a falta do lúpulo é altamente compensada com o sabor do malte. Eu adorei essa cerveja porque consegui sentir o sabor muito pronunciado da cevada devido ao seu alto corpo. Recomendo com empenho!

IMG_20170910_152604920.jpg

Essa terceira cerveja foi muito recomendada pelo meu amigo Márcio Barros: Coruja Extra-Viva. O problema é que, como ela não passa pelo processo de pasteurização, ela não pode perder a refrigeração senão estraga rapidamente devendo ser sempre guardada em geladeira. A comparação dela com uma cerveja de supermercado é igual a comparar uma massa fresca com uma massa seca comprada num supermercado. Isso também dificulta bastante o seu comércio. Mas por um acaso fui degustar um delicioso hambúrguer que é um blend de Angus com Wagyu no Menca Búrguer e finalmente a encontrei!

IMG_20170910_152549748.jpg

IMG_20170910_152555948.jpg

IMG_20170910_152522565_HDR.jpg

IMG_20170910_152657743.jpg

Com toda certeza essa foi uma das melhores bebidas que já tive o prazer de degustar em toda minha vida. Aromas característicos de malte devido ao seu alto corpo junto com especiarias e levemente cítricos. Harmonizou muito bem com o Hambúrguer de Angus com Wagyu!

IMG_20170910_153930135_HDR.jpg

IMG_20170910_153948098.jpg

As pessoas às vezes me perguntam se existe diferença no sabor da carne de diferentes espécies de boi. No futuro faremos um post comparando cada uma delas, mas é impressionante a diferença de sabor devido ao alto marmoreio da carne de Wagyu e ao médio da carne de Angus.

Receita de Hambúrguer Artesanal

Amigos, o que não falta na internet é receita de hambúrguer e diferentes blends. Nós iremos partir do canônico, do mais utilizado inclusive nas grande hamburguerias. Dependendo de cada receita, o percentual reservado à quantidade de gordura irá variar. Mas nós usaremos uma média de 20%. Nosso blend consistirá de 70-80% de Fraldinha magra a 20-30% de Bacon.

IMG_20171222_104335123.jpg

Depois iremos temperar nosso blend com sal e pimenta do reino moída na hora:

IMG_20171222_190024778.jpg

Enquanto nossa carne descansa iremos preparar o bacon a ser utilizado na frigideira de forma a ficar crocante:

IMG_20171222_194042797.jpg

IMG_20171222_194229240.jpg

Reservamo-los enquanto preparamos a cebola caramelizada:

IMG_20171222_195455828.jpg

Vamos usar a gordura de um bacon bem picadinho antes de reservarmos:

IMG_20171222_195534986.jpg

IMG_20171222_195622231.jpg

IMG_20171222_200025062.jpg

Vamos dourar as cebolas picadas nessa gordura do bacon:

IMG_20171222_200247734.jpg

Depois de levemente douradas iremos acrescentar 1 a 2 colheres de açúcar mascavo:

IMG_20171222_200350677.jpg

IMG_20171222_201223655.jpg

E depois iremos acrescentar vinagre balsâmico:

IMG_20171222_201505857.jpg

Trazemos de volta o bacon utilizado no início e depois reservamos essa cebola.

IMG_20171222_201746827.jpg

IMG_20171222_201806104.jpg

Para montarmos o hambúrguer podemos fazer na mão ou com o auxílio de um aro ou forma:

IMG_20171222_201614707.jpg

IMG_20171222_202019822.jpg

Em casa você pode prepará-los de várias maneiras: na grelha, na frigideira, etc. Preferimos fazê-los na churrasqueira para termos aquele sabor defumado!

IMG_20171222_202127522.jpg

Após o hambúrguer começar a “sangrar” é hora de colocar o queijo cheddar e o bacon já reservado outrora:

IMG_20171222_204411821.jpg

IMG_20171222_204558674.jpg

IMG_20171222_204730311.jpg

Depois iremos abafá-los para manter o sabor defumado:

IMG_20171222_204756078.jpg

Existem vários tipos de pães que podem ser usados, mas indubitavelmente eu gosto bastante do pão de brioche:

IMG_20171222_190529894.jpg

Devemos selá-los antes de utilizarmos:

IMG_20171222_205005843.jpg

Logo após procederemos com a montagem:

IMG_20171222_205342706.jpg

IMG_20171222_205458946.jpg

Como acompanhamento pode ser utilizado fritas:

IMG_20171222_205659615.jpg

Conforme falamos no post anterior, o acompanhamento perfeito para esse hambúrguer é um vinho com a uva Malbec. E, conforme prometido anteriormente, faremos hoje um duelo entre um Malbec da Argentina e um malbec da França. Do lado Argentino iremos utilizar a linha premium da bodega Nieto Senetiner citada desde nosso primeiro post sobre essa uva:

IMG_20171222_200858327.jpg

Nieto Senetiner Malbec D.O.C. 2013

IMG_20171222_200905137.jpg

IMG_20171222_200929567.jpg

Do lado Francês temos o vinho já citado anteriormente aqui no blog: Domaine les Barthes 2015 Malbec.

IMG_20171222_202651155.jpg

IMG_20171222_202658820.jpg

IMG_20171222_202712140.jpg

IMG_20171222_210234337

O malbec produzido na Argentina parece uma uva totalmente diferente: é um vinho tânico e com nível de álcool mais elevado com bastante presença de frutas vermelhas e negras. Já o malbec francês é um vinho muito mais delicado e estruturado. Lembra de longe um vinho da uva pinot noir devido à sua delicadeza. A versão francesa não apresenta essa pancada de taninos nem essa potencialidade de frutas.

IMG_20170907_125210737.jpg

Outro vinho que poderia acompanhar bem esse prato é um bom Cabernet-Sauvignon Chileno. Gostaria aqui de deixar mais um exemplo de um grande vinho sem necessariamente ser caro. Embora já tenhamos comentado aqui no blog sobre o Toro de Piedra, a versão feita com a uva Cabernet-Sauvignon é um vinho de R$60-80 que vale pelo menos 3-4 vezes mais. É sensacional e recomendo com todo meu humilde entendimento sobre vinhos!

IMG_20170907_125215976.jpg

IMG_20170907_125227521.jpg

IMG_20170907_125234299_HDR.jpg

IMG_20170907_165956622_HDR.jpg

Conclusão

Caso o objetivo seja degustar um bom hambúrguer feito em casa ou mesmo numa boa hamburgueria, minha indicação é: vá de Malbec Argentino ou Cabernet-Sauvignon Chileno!

Conheça todos os posts do blog através desse link

2 comentários sobre “Duelo de Malbec Francês-Argentino, Fuller’s Vintage Ale e Receita de Hambúrguer Artesanal

  1. Pingback: Resumo dos posts divididos por seções – Vinhos e Afins para Leigos

  2. Pingback: O pão líquido, hidromel e receita de pizza com harmonização – Vinhos e Afins para Leigos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s