Puglia, Orecchiette ao sugo, a Ilíada e o lendário Nero di Troia

 “O vinho torna tudo possível.” George R. R. Martin

20181208_150023.jpg

Introdução

Olá Amigos, hoje o nosso blog tem como tema o sul da Itália, mais precisamente a região da Puglia (que é o “salto da bota”). Esse evento também é o décimo primeiro encontro da Confraria Távola Di Amici (amigos e familiares), caso alguém queira conferir o décimo encontro, basta clicar aqui.

A Ilíada e a Nero di Troia

É certo que nenhuma cultura antiga influenciou e moldou mais o mundo atual do que a cultura grega. A história conta que Roma não conquistou a Grécia, mas sim foi conquistada pela sua cultura. E nenhuma história grega é mais conhecida do que a Ilíada e a Odisséia de Homero.

Ancient-Troy-8.jpg

Quem ainda não viu eu recomendo assistir o filme troy para poder saber um pouco melhor dessa história fantástica:

TROY.jpg

O legal é entender que Troia se localizava na região que hoje é a Turquia:

10 the_trojan_war_map.jpg

Pois bem, reza a lenda que, após a derrota de Troia, um famoso herói grego chamado Diomedes levou a uva Nero di Troia para a região da Puglia.

300px-Diomedes_Glyptothek_Munich_304_n1.jpg

diomedes_by_warriorofdestiny-d2rrkrb.jpg

puglia-map_500-56a3c88c3df78cf7727f218c.gif

E essa uva a qual iremos nos referir nesse post forma, junto com a primitivo e a negroamaro, a tríade das grandes representantes do setor vitivinicola da região italiana da Puglia. Possui aromas de cereja preta madura, amora, tabaco, cacau, cassis, anis e notas florais de violetas.

Evento

20181208_135759.jpg

20181208_135747.jpg

Como o evento hoje se refere à Puglia, teremos três clássicos vinhos que representam bem a tríade de suas uvas: Luccarelli primitivo di Puglia 2015, La grotta negroamaro di salento 2015 e Tufarello Nero di Troia 2016. Como entrada do evento teremos uma salata verde:

20181208_142844.jpg

20181208_144038.jpg

E como primo piatto teremos talvez a comida mais famosa da Puglia: Orecchiette ao sugo.

1483566298-macarrao-orecchiette-ao-estilo-carluccio.png

E o molho de tomate clássico italiano é feito no forno por horas e horas de forma a eliminar a acidez do tomate.

IMG-20181208-WA0015.jpg

Nada mais gostoso para pôr em cima do que um bom queijo parmesão ou, ainda, um maravilhoso queijo pecorino da toscana.

20181208_150023

IMG-20181217-WA0017.jpg

O primeiro vinho da degustação é o nosso Tufarello. Um grande vinho detentor de aromas complexos como frutas negras e chocolate. Vinho tânico e estruturado porém burilado por carvalho.

20181208_145609.jpg

É espetacular como todo bom vinho dessa região maravilhosa!

IMG-20181217-WA0029.jpg

Para acompanhar esse prato podemos também utilizar um bom chianti como é comum em toda a Itália apesar dele ser da região da Toscana:

20181208_151621.jpg

Villa Campobello Chianti DOCG 2015. Um vinho maravilhoso embalado com notas de morango e violeta. Dotado de um vermelho ruby, baixa tanicidade e acidez presente. Para o secondo piatto teremos um outro clássico da puglia: a Bracciola (bife a rolê) acompanhada de verdure cotte (almeirão com alcaparra).

20181208_151746.jpg

20181208_152036.jpg

E para acompanhar esse prato iremos degustar o negroamaro e o primitivo:

20181208_151827.jpg

Também apresenta notas de frutas negras e vermelhas e, apesar de menos tânico do que o Nero di Troia, seus taninos são mais jovens e agressivos mas ainda assim é um grande vinho.

IMG-20181217-WA0025.jpg

Esse primitivo já foi alvo de degustação no blog algumas vezes. É o menos tânico dos 3 porém é o mais equilibrado. Não possui a mesma estrutura do que o Nero di Troia mas possui uma drinkability maior. Recomendo com empenho!

Conclusão

Agradeço muito aos amigos da confraria por nos permitir um evento assim tão completo e único! Um dia faremos um post desses na própria região da Puglia.

Conheça todos os posts do blog através desse link